02 – Configurando o seu JAVA para programar e compilar (Aprenda a configurar o PATH no Windows e no Linux)


No post anterior, fiz um exemplo básico com um “Hello World”, mas não disse como configurar o seu ambiente para programar em Java. Então, aqui neste post vou tentar esclarecer algumas coisas sobre este ambiente.

Então, let’s go Bob.

Featured image

fonte: https://mastigado.wordpress.com

Primeiro, vamos configurar o seu ambiente Java no Ruindows.

Quero que você saiba o que é preciso para compilar um programa em Java com apenas a utilização de seu JDK, que é o Kit de Desenvolvimento Java e que é encontrado no site da Oracle(atual proprietária do Java). Eu não irei te dar o caminho para dentro do site de onde você irá fazer o download deste JDK, pois basta você ir até lá e procurar pelo que você acha que te atende.

Bem, se você estiver utilizando o sistema operacional Ruindows, você deverá baixar um arquivo com mais ou menos este nome “jdk-6u45-windows-x64.exe“, mas isso é perfeitamente variável porque o Java já deve estar quase indo para a sua versão 9, enquanto este aí se refere a sua versão 6. Pois bem, o Java volta e meia é atualizado, então você tem que saber que funcionalidades bem antigas podem não funcionar mais em versões mais novas e vice versa.

Enfim, quando baixado o arquivo, você deverá instalá-lo em seu computador e configurar o PATH do sistema operacional para que você possa utilizar o programa do Java responsável pela compilação do seu código.

Antes, uma observação sobre o termo “compilar”. Bem resumidamente, compilar é o ato de você transformar tudo aquilo que você escreveu(seja na linguagem C, Java, C Sharp, etc) em uma coisa louca que só o computador que vai rodar o seu programa irá entender. Tem gente que chama esta coisa muito louca de bytecode(eu também costumo chamá-la assim).

Vá no menu Iniciar e digite cmd para abrir o seu prompt de comando do Ruindows(se você não souber o que é prompt, então vai continuar desse jeito que você é hoje). Em seguida, digite o path e verá algo parecido com isso:

Featured image

Com certeza irá aparecer um monte de programas no seu path. Daí, se você digitar o comando java -version, conseguirá ver a versão Java que está instalada se você instalou o seu JDK direitinho. Vale apontar aqui que para compilar um programa em Java, você deve digitar o comando javac nome_do_programa.java, onde javac significa Java Compiler(ou seja, compilador Java) e mais a frente, o nome do seu programa Java que você acabou de escrever. Então, só para ver se seu path está configurado para você poder compilar um programa Java via linha comando, digite javac no seu prompt e confira o resultado.

Se você receber a mensagem abaixo(ou algo parecido), o seu JDK não está configurado no seu path:

‘javac’ não é reconhecido como um programa interno ou externo, um programa operável ou um arquivo em lotes.

Para configurarmos isso temos duas maneiras:

Maneira 1: Crie um arquivo chamado setpathruindows.bat e coloque dentro do seu conteúdo o texto abaixo.

set path=%path%;C:\Program Files\Java\jdk1.8.0_20\bin
echo Set Path ATUALIZADO!

Onde o termo %path% simboliza todo o conteúdo do path da sua máquina que já mostramos mais acima e C:\Program Files\Java\jdk1.8.0_20\bin é o caminho da pasta bin que está dentro de onde está instalado o JDK  e que contém o programa chamado javac. Ah! Você terá de substituir o caminho da pasta bin que coloquei acima, pelo caminho da pasta bin que está no JDK da sua máquina, portanto procure e encontre, pois eu confio que você irá conseguir. Depois de confirmado e tal, vá no diretório onde está o arquivo setpathruindows.bat e execute-o(pelo prompt de comando) digitando apenas o seu nome e teclando Enter e se tudo deu certo, você poderá digitar javac e não verá aquela mensagem lá de cima novamente.

Outra coisa a ser dita é que a parte ruim desta maneira é que se você fechar o prompt e abrir novamente, você terá que executar o arquivo sepathruindows.bat novamente, pois você fez apenas um procedimento provisório. Esta forma é recomendada para quando você tem os seus códigos no seu pendrive, tem de ficar programando na faculdade e não tem permissão para ir até o Painel de Controle para alterar outras configurações mais avançadas.

Maneira 2: Esta maneira é a recomendada para quem tem o seu pczinho em casa ou no trabalho e lá pode configurar o que quiser, até o Minecraft(brincadeira, eu nem jogo Minecraft, mas não descrimino quem joga). O caminho correto no Windows 7 para sempre que você for abrir o prompt de comando e poder digitar javac sem medo é Iniciar > Painel de Controle > Sistema > Configurações Avançadas do Sistema e na guia Avançado da janela que se abrirá, clicar em Variáveis de Ambiente, irá procurar pela variável Path, em seguida clicará em editar e no final da linha do valor da variável, irá colocar um ponto e vírgula e o caminho da pasta bin do JDK Java instalado em sua máquina.

Featured image

Agora meu(minha) amigo(a), abra o seu prompt e dê o comando javac sem medo.

Agora, iremos configurar o PATH no Linux

Olha, no Linux existem mil maneiras de se preparar Neston, então, invente uma! Eu particularmente uso o meu querido Debian e lá, uso uma forma não padrão para setar a minha variável de ambiente e alguns dizem até que não é o local correto, mas por hora, vou mostrar como eu uso e ainda não tive problema.

Eu abro o console do Linux e com permissão de root, digito nano /etc/profile, onde nano é um dos editores de texto em modo de texto do Linux e profile é o arquivo que estou querendo editar.

O que farei na tela abaixo é inserir o caminho da pasta bin do meu JDK que está instalado no Linux no final da primeira linha onde está escrito PATH. Digite : e insira o caminho no final sempre dentro do parênteses.

Featured image

Para fechar o editor de texto Nano salvando o arquivo, pressione as teclas Crtl + O e em seguida tecle Enter.

Bem, após você reiniciar o seu Linux(ou digitar source /etc/profile) e executar o comando javac no console, irá ver que funcionou e se não funcionou é porque você provavelmente fez alguma cagada.

Lembrando que o Linux também tem PATH e é onde configuramos os programas ou arquivos ou qualquer outra coisa que desejamos acessar de qualquer local do sistema operacional. Para você conseguir visualizar onde estão e quais são as variáveis de ambiente no Linux, digite env no terminal.

O PATH do computador é o onde se localizam também algumas das variáveis de ambiente e por isso, grave isto, variáveis de ambiente podem ser acessadas por todo o sistema operacional, são a grosso modo, como as variáveis globais de um programa de computador.

Então, vamos agora ao principal!

Abra o console do Linux ou o prompt de comando do Windows, ambos que acabamos de configurar o path do Java.

Vá no meu post anterior criando um primeiro programa em java, copie o código do programa Hello World e cole dentro de um arquivo texto chamado HelloWorld.java

Daí, usando o console ou prompt de comando, vá até onde está este arquivo e dê o comando

javac HelloWorld.java

Ele irá criar um arquivo chamado HelloWorld.class, então novamente digite no console ou no prompt outro comando.

java HelloWorld

Neste caso, você executou um programa Java que você acabou de compilar retirando o .class de seu nome e ele tem que aparecer o que está abaixo.

Featured image

Se deu tudo certo, vou dizer o que né? Também, mastigado deste jeito!

fonte: https://mastigado.wordpress.com

post anterior: https://mastigado.wordpress.com/2012/06/11/criando-um-primeiro-programa-em-java/

próximo post: https://mastigado.wordpress.com/2016/02/07/03-criando-uma-classe-em-java/

Sobre Mastigado
Sou um daqueles que precisa mudar o mundo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: