05 – Criando um aplicação completa em Asp.Net/MVC 4 e ExtJS 4 – Criação da Solution no Visual Studio e camadas de Infra, Domínio e Aplicação


Olá para todos.

Dando continuidade em nossa aplicação, agora iremos entrar no Visual Studio 2010. Desde o primeiro post, informei no título de que iria criar uma aplicação em Asp.Net MVC 4 utilizando o ExtJS como a camada de Apresentação de nossa aplicação C#. Claro, começaremos a codificar nossa aplicação na linguagem C#, pois será ela a nossa linguagem de servidor para nos comunicarmos com o banco de dados.

Por vezes, esta idéia de cliente/servidor é um pouco confusa para quem está começando agora, mas não tem mistério, pois a grosso modo, é como se tivéssemos duas aplicações que devem ser integradas, uma no cliente e outra no servidor.

fonte: https://mastigado.wordpress.com

Modelo MVC vs Modelo de Domínio

Nas aulas de C# que tive com o professor André Pires, aprendi a trabalhar com o chamado modelo de Domínio, que contém(como o MVC), 3 camadas. São elas.

  • Infra
  • Domínio
  • Aplicação
  • Apresentação

Peraê, eu vi 4 e não 3! Bem, eu não contei com a camada de Apresentação.

Bem, para quem não conhece o modelo MVC(Model, View e Controller), a grosso modo, se utiliza a camada Model para modelar nossas classes, a View para ser nossa interface com o usuário(como formulários, área de upload de arquivo, galeria de imagens, etc) e a Controller, para fazer esta intermediação entre as camadas View e Model, onde colocamos nossas requisições(pedidos de listagem de todos os usuários de determinada tabela do banco de dados, verificação de login ativo, inserção de novo registro, etc).

Utilizando o modelo de Domínio dentro do Visual Studio, os conceitos mudam um pouco, mas a finalidade é basicamente a mesma.

Camada de Domínio –  para descrever nossas classes em C#. Alguns colocam alguns métodos dentro dela, mas se quisermos uma aplicação mais genérica e menos desacoplada, apenas classes e métodos get/set serão descritos aqui.

Camada de Infra – para ser utilizada como responsável pelo contexto de nossa aplicação com o banco de dados. Esta camada conversa diretamente com o banco. Ela recebe as requisições da aplicação e utiliza o modelo de Domínio para complementar suas ações, por isso que enquanto no MVC, a camada Model acaba agrupando funções de persistência de conexão(o que não necessariamente seja verdade) e definição de classes, aqui no modelo de Domínio, as camadas assumem um papel melhor definido nestas situações.

Camada de Aplicação – para ser utilizada basicamente como o “Controller” do modelo MVC funciona, aceita e repassa requisições(pedidos de listagem de todos os usuários de determinada tabela do banco de dados, verificação de login ativo, inserção de novo registro, etc), mas esta nossa camada de Aplicação, faz a intermediação entre a camada de Infra e a de Apresentação.

Camada de Apresentação – Enquanto no nosso modelo MVC temos a camada View, aqui temos uma camada de Apresentação. Bem, então por que oficialmente eu não contei com ela? Porque a camada de Apresentação não necessariamente precisa ter uma camada, mas você pode ter várias camadas de Apresentação que sempre irão fazer requisições à sua camada de Aplicação. Eu posso ter uma camada de Apresentação em Windows Forms, uma outra em Web Forms, uma outra que só trabalha com Web Services e outra rodando ExtJS como este tutorial propõe. Por isso, esta será a nossa última camada a ser criada.

Bem, let’s go Bob

1º – Criando uma nova Solution

A Solution será utilizada para abrigarmos os nossos projetos, projetos estes que chamamos mais acima de camadas. Vale lembrar que não necessariamente um projeto precisa ser uma camada, pois você pode simplesmente criar uma pasta dentro de um projeto e dizer que este diretório representa uma camada, mas por questão de organização farei ele desta forma.

Para criar uma Solução e iniciar projetos dentro dela, deve-se ir em File > New > Projetct > Other Projects Types > Visual Studio Solutions > Blank Solution e nomeá-la para GPA.

2º – Preparando o ambiente

Já que iremos utilizar utilizar o Asp.Net MVC 4, então já deixaremos tudo o que precisaremos instalar para não termos problemas com dependências lá na frente(Se você estiver utilizando o Visual Studio 2012, provavelmente o Entity Framework já virá instalado e talvez outras coisas).

Para instalar o MVC4 no Visual Studio 2010 é necessário instalar os programas abaixo.

  • Service Pack 1 Visual Studio 2010
  • AspNet MVC 4

Plugins para serem instalados no Extension Manager:

  • Export Templates Wizard
  • SOA Cleaner
  • EF 4.x EntityObject Generator fo C#
  • ADO.NET Mockable Entity Object Generator
  • EF 5.x DbContext Generator for C#
  • Entity Designer Database Generation Power Pack 1

Para compilar Views e Procedures:

  • Entity Framework PowerTools(Este, interpreta diretamente o arquivo .edmx. Antes de compilar também é dada a opção de colocar ou não arquivos referente ao .edmx junto com o executável). Veremos mais a frente o que é o arquivo edmx.

Para gerenciar melhor os pacotes

  • Nuget(O Nuget é um gerenciador de pacotes para o Visual Studio, assim o apt-get, yum, pacman, urpmi estão para o Linux). Ah, o que é um gerenciador de pacotes? Bem, a grosso modo é programa em modo texto que serve para você instalar outros programas. Você pode fazer isso digitando o nome do programa que quer instalar no console do Nuget, daí aperta o Enter e esperar ele instalar e configurar o programa para você(requer o uso de conexão de internet).

Plugins para serem instalados via Nuget

  • miniprofiler (miniprofiler.com)

3º – Criando um projeto de Dominio.

Este projeto guardará as classes de sua aplicação. (Clique com o botão direito na Solution, ir em Add > New Project > Visual C# > Windows > Class Library). Crie um projeto com o nome de GPA.Domínio.

4º – Criando um projeto de Infra.

Este projeto guardará as classes de sua aplicação. (Clique com o botão direito na Solution, ir em Add > New Project > Visual C# > Windows > Class Library). Crie um projeto com o nome de GPA.Infra.

5º – Criando um projeto de Aplicação.

Este projeto guardará as classes de sua aplicação. (Clique com o botão direito na Solution, ir em Add > New Project > Visual C# > Windows > Class Library). Crie um projeto com o nome de GPA.Aplicação.

E é isso. Por enquanto só teremos estes 3 projetos e darei mais detalhes nos próximos posts.

fonte: https://mastigado.wordpress.com

Próximo Post: 06 – Execução do script de criação de tabelas e seus relacionamentos, no SQL Server

Post Anterior: 04 – Criando um aplicação completa em Asp.Net/MVC 4 e ExtJS 4 – Dicionário de Dados

Sobre Mastigado
Sou um daqueles que precisa mudar o mundo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: